7 de dezembro de 2015

Sintomas do amor

Escutando uma canção de ninar 
Para o meu coração que não sabe amar
Quando te vê, vem a disparar 
Meu estômago se enche de borboletas querendo voar
Meus olhos brilham como a luz do luar
Minha memória falha e eu perco o ar
Que culpa eu tenho, de te gostar?
Eu não posso fazer o mundo parar
Te arrancar do coração e te descartar 
As borboletas sempre morrem 
E um dia a lua para de brilhar 
A melodia perde a graça 
E para mim volta o ar
O mundo gira
Gira sem parar 
A mente pira
Por tanto te amar
Travesseiro molhado 
Encharcado de dor 
Soluço incontrolável 
São os sintomas do amor