27 de dezembro de 2015

Um império para você


Veja, eu construí este império para você 
E da chuva
Vem um rio correndo selvagem
Que criará
Um império para você
Eu encontro o conforto no coração
Dele eu tiro essas palavras 
Que juntas formarão um império para você 
A neve caí
Dentes tremendo 
Corações de pedra não temem o tempo 
E veja
Meu coração é como um rio
Escorrendo pelas cachoeiras 
Por fora é bonito de se ver 
Por dentro está cheio de buracos 
Dando passagem para o outro lado do rio 
Enquanto o vento leva a chuva 
Eu conto os dias 
Me protegendo contra o nevoeiro 
Pra construir este império para você