14 de janeiro de 2016

Perdida dentro de sí

E então eu me perdi... Aonde?Dentro de mim mesma, eu já não sabia quem era a verdadeira eu, que ficou presa no passado, ou talvez, aquela eu do passado, não fosse eu... Tantos sentimentos, medos, amores, horrores, mas eu só queria colocar meus fones de ouvido e esquecer que todos esse medos e incertezas existem!Por quanto tempo?Não sei, talvez por uma vida inteira... Mas uma vida inteira?Uma vida inteira sendo jogada fora, sendo desperdiçada com simples medos?Talvez, uma vida inteira seja muito tempo. Mas por quanto tempo conseguirei manter todos esses sentimentos trancados?
As pessoas gostam de julgar, mas elas não sabem o motivo de seus medos, tristezas, incertezas... Na verdade, elas nem querem saber!Escrevem coisas positivas, mas, não é fácil curar uma ferida que está aberta a algum tempo... Você encontra alguém, que serve de anestésico, mas descobre que esse alguém, é uma seringa, e essa seringa quer tirar de você tudo de positivo que restava!Por quanto tempo?Quando essa ferida irá cicatrizar?Quando as lágrimas irão parar de cair?Quando seu coração irá se recompor?Eu não sei... O tempo talvez, possa dizer.

(PS:Esse foi o primeiro texto que eu escrevi em agosto de 2015, espero que gostem ♥)

13 de janeiro de 2016

Dias ruins são recompensados

É no escuro da noite que eu percebi. Não da pra escapar deles. Eles nos perseguem por toda a vida. Não da pra escapar dos dias ruins. Sabe, as vezes eu queria pelo menos passar um mês ou uma semana sem ter que enfrentar um dia ruim. É horrível!Eu sei que nem tudo são flores, assim como nem tudo são cacos de vidro. Tanto sentimento acumulado, tantos dias ruins, da até medo do que vem pela frente. Mas eu também percebi que nada é por acaso, dias ruins são recompensandos. Pode demorar um dia, uma noite, uma primavera talvez. Mas os dias ruins me fazem ver o quanto sou forte, o quanto eu posso resistir a tudo isso e no final, dizer: "Ufa, consegui!". E por mais que alguma coisa me deixe abalada, sempre tem algo ou alguém que me faz continuar, além disso, tudo passa, o amanhã sempre vem. Quando você menos esperar vai olhar pra tudo isso e ver que nem foi tão difícil. Na estrada da vida sempre tem um buraco no asfalto pra atrapalhar. Mas o seu combustível de esperança é mais forte, pode ultrapassar qualquer buraco por aí.

12 de janeiro de 2016

[Confissões de fã] Melanie Martinez, One Direction, Um desabafo qualquer...

Olá unicórnios ♥ Estou aqui sentada no meu velho e mesmo sofá de sempre, cheia de palavras presas na garganta esperando para serem escritas. Eu resolvi criar uma espécie de textos desabafando sobre minha vida de fã (que com certeza não é uma das melhores). Contando um pouco da minha afobação e tristeza do cotidiano de quem é muito fã de alguém.

Quem me conhece sabe que sou muito fã da Melanie Martinez, teve o show dela ano passado e eu não fui. Outros fãs da Melanie criaram uma hashtag no twitter pra ela vir pro Brasil esse ano. Como sempre, eu não vou. Tá aí uma frustração minha, medo de não conhecer nenhum ídolo </3 Pra vocês terem uma ideia eu nunca fui num show, creio que muita gente também não foi. Primeiro porque eu ainda não me sustento, segundo porque meus pais nunca iriam deixar. #Chateada. 
Portanto, se a Melanie vier pra cá, principalmente em São Paulo que é onde eu moro, aquele 1% é a chance de eu ir. O 99% é um NÃO bem grande da minha mãe. Ano passado, quando teve o show dela, fiquei acompanhando a afobação de quem foi e fiquei na ''bad''. Ainda sonho com o dia em que vou no show dela e ainda vou no Meet & Greet... Só no sonho mesmo!
Pior é quando você é fã da One Direction, o Zayn saiu da banda, 1D deu uma pausa, aquele 0,2% é a chance de eu conhecer eles um dia. O 99%, já sabem. O pior é ver essas pessoas encontrando os meninos da banda no mercado, na padaria, na rua, em marte, e eu que nem encontro meu próprio óculos mesmo ele estando no meu rosto!

É a vida... Creio que ninguém vai ler necessariamente esse post. Mas não importa, foi só um desabafo paralelo que eu precisava fazer, hahah!

Até o próximo Confissões de Fã ♥

11 de janeiro de 2016

Resenha:Vivian Contra o Apocalipse

Confesso que não pensava em publicar resenhas ou assuntos relacionados á livros no blog. Mas como eu amo ler, seria quase impossível me segurar para não postar uma resenha haha ♥
Título:Vivian contra o Apocalipse
Título Original:Vivian versus the Apocalypse
Autora:Katie Coyle
Editora:Agir Now
Nº de páginas:281


Vivian Apple sempre foi uma menina certinha, obedece regras, tira boas notas na escola, mas agora tudo mudou.
Depois de os Estados Unidos ser tomado por um culto extremamente persuasivo, crentes que seguem fielmente o livro e as palavras do Pastor famoso chamado Frick, se preparam para o dia do Arrebatamento, mas Viv não parece acreditar muito nessas palavras... Em meio ao apocalipse, várias pessoas somem, inclusive os pais de Viv, ela então decide se tornar a heroína de sua própria história.
Com a ajuda de sua melhor amiga, Harp, Vivian vai atrás de respostas, ela em fim se torna a garota audaciosa que sempre quis ser.

O enredo deste livro é um dos mais originais que já vi, a escrita de Katie Coyle é fácil de entender, a leitura do livro é rápida e você nunca terá tédio. Este livro não é daqueles que enrola num capítulo e fica entediante e chato de se ler. Fiquei interessada pelo enredo logo nas primeiras páginas, a originalidade com que se fala do Apocalipse sem zumbis, e sim de um Apocalipse religioso. Quando os pais de Vivian se convertem, a garota é incentivada a fazer o mesmo, porém, Viv se recusa a se converter pois não acredita no mundo de Frick e nem da igreja.

Este livro é muito bom de se ler, mostra a evolução da garota que sempre foi certinha e não se arriscava a entrar em aventuras nem audácias. O livro aborda religião em ângulos diferentes na sociedade. Uns acreditam, outros não, assim como Vivian Apple. Um livro sobre amizade, amor, crescimento pessoal e com diálogos interessantes e diferentes.


Classificação:♥♥♥♥♥

10 de janeiro de 2016

Meu primeiro poema ♥

Antes de criar o Escritorizando, eu tive vários outros blogs, inclusive o que mais durou e ainda faz parte de mim, o Nuvem de Devaneios, eu pensei bastante antes de deixar ele para trás e começar a postar aqui. É que lá, eu postava sobre assuntos variados, como, moda, dicas e pouco espaço reservado para os meus textos, as leitoras de lá gostavam mais de ler sobre moda, sabe?Tempo depois eu senti que falar sobre moda e o universo feminino não me satisfazia o bastante para continuar lá. Então eu criei esse blog!Mas acontece que eu me apeguei tanto ao Nuvem de Devaneios que não consegui apagar ele, até porque, lá, no blog que até hoje é um pedaço de mim, eu escrevi o meu primeiro poema e o meu primeiro texto (que vou mostrar no próximo post). O primeiro poema que eu escrevi ficou tão bonitinho que eu tive que compartilhar aqui ♥

Um Paraíso Chamado Livraria
A Livraria é meu paraíso
Me dê um livro e verá meu sorriso
Naquele lugar me sinto tão pequena
São tantos livros que valem apena
Cada autor é diferente
John Green, Bruna Vieira, Lauren Kate
Tem romance, aventura, ficção
Tem gente que prefere de ação
Cada livro é especial
Tem cada um sensacional
Em cada verso que acabo de ler
Imagino tudo acontecer
Esse paraíso que me permite
Ir pra onde o infinito é o limite
Ando sempre com um livro na mão
Um vício que vem do coração

Esse poema é muito especial para mim, não é á toa que é o post com mais visualizações do Nuvem de Devaneios!Eu escrevi ele para expressar de alguma forma minha paixão por ler ♥ Para primeiro poema, até que ficou bonitinho, né?

9 de janeiro de 2016

Um outro alguém

Sinto falta
A falta me sente
Aparente alegria que salta
O sorriso que mente

Tenho saudade 
A saudade me tem
Nesta imensa cidade
Em mente você me vem

Plantei um amor
Mas esse amor não florescia 
Porque amor não nasce de flor
E dentro de mim o vazio crescia

Tenho você na memória 
Mas sua memória não me tem
Porque sua memória guarda história 
E guarda também um outro alguém

3 de janeiro de 2016

O amor

Nunca me disseram que o amor tinha seu lado ruim. Nas novelas, ele era mágico, belo e doce como as notas de uma flauta. Permaneci sonhando com um amor de novela. Não havia dor. Não havia o lado ruim. Mas é que a gente cresce, e vê que amor é mais que uma palavra. Amor deixa saudade, coração partido, um milhão de sentimentos envolvidos, bagunçando todo o coração, fazendo seu cérebro parar de funcionar quando "aquele" aparece. Some todas as palavras, desaprende até a andar. As mãos soam e nessas horas o ar faz falta, mesmo estando rodeada de oxigênio. Borboletas no estômago?Que nada. Eu sinto é um dragão rodopiando e fazendo a festa. 
E é no abraço que tudo volta pro devido lugar. Mas quando solta, vem a saudade misturada com o dragão fazendo a festa, mais a falta de oxigênio e as cataratas do Iguaçu escorrendo dos seus olhos. O coração fica vazio, parece uma floresta esperando uma semente pra florescer. Semente que para mim nunca veio, nunca brotou, nem sequer foi plantada. Mas a gente vai levando. Um dia tudo passa, chega um outro alguém e toda a confusão volta, uma confusão boa, as vezes ruim. Imagine que tudo é uma montanha russa, desce, sobe, o frio na barriga, a emoção, o gosto de quero mais e ao mesmo tempo diversão.
 No caso do amor, é o Alasca inteiro na barriga, o nervosismo, os momentos que você paga mico por causa "daquele" e responde as mensagens na hora mesmo ele demorando um dia. Mas sempre tem o momento em que tudo vale apena, imagina se a montanha russa fosse parada?Que chato, não é?Ela tem que subir e descer pois parada não fica. Nessas voltas a gente aprende errando e abraça tudo de bom que estiver ao nosso redor. Não da pra abraçar comida então você come ela.

2 de janeiro de 2016

É 2016!

Dez. A contagem regressiva começa. Nove. Olhos brilhantes a espera de um novo ano. Oito. Preparam os fogos. Sete. Sorrisos se abrem. Seis. Casais dão as mãos. Cinco. Celulares em mãos aguardando anciosamente por mensagens de ano novo. Quatro. Três. Dois. Um. E então 2016 chega acompanhado de fogos de artificio e pessoas reunidas abraçando umas as outras desejando um ano feliz. Ano novo, vida nova. Famosa frase dita por muitos e muitas. A mesa repleta de comida, mais um ano se passa e os tios perguntam se é ''Pavê ou Pacomê?''. Os netos reclamam da uva passa no arroz ou nas sobremesas, prato cheio de farofa e pernil. Sorrisos para a foto. O branco enfeita o ambiente que já não reluz. Paz. Os adolescentes que ficam de lado com a tela do celular iluminando seus rostos. Crianças correndo soltas pela sala. E há quem sonha alto em cumprir inúmeras metas pessoais, como eu. Que se pergunta o que é o ano novo para cada um que ali está presente. Vida nova. Muitos querem mas poucos executam. A vida nova só começa quando você faz acontecer. Continuar preso ao passado não parece ajudar a ir para frente e atravessar a linha de chegada até a vida nova. Muitas metas e pouca força de vontade tambem não. Reconhecer o que errou no ano passado e fazer dar certo em 2016, ser feliz sem precisar da aprovação dos demais. Sempre sonhar. Pois sem nada para sonhar, então, como chegar á algum lugar?Meus objetivos principais, são estes. Abrir o coração e a mente para as coisas boas que o mundo tem para oferecer. Todos estão tendo uma chance de recomeçar. Errando ou não, o importante é aprender algo de bom e levar no coração, para não cometer o mesmo erro novamente. ''É errando que se aprende''. Velha e sábia frase. Que 2016 seja um ano de conquistas e de realizações para todos. Todos que forem atrás e ao menos tentar fazer acontecer. Tentar, tentar, se não der certo, não desista. O quão grande é o impossível perto da sua motivação e do seu acreditar?

Eu desejo um Feliz 2016 cheio de amor, alegria, paz e saúde para todos ♥