29 de março de 2016

Navega em mim, meu amor

Navega em mim, meu amor
Pois sou o mar da saudade
Esse teu jeito encantador
E teu olhar que me causa tempestade

Viaja na minha galáxia, amor
Pois quero ser marte,
Amar e amar-te

Perca-se no meu abraço
No laço do meu embaraço
Que nos une num só traço

Escuta, meu amor, escuta o som do meu coração
Que sincroniza uma canção
Que só toca ao te ver

E nesse ser ou não ser
Eu escolho me perder
Dentro desse teu planeta
Que me envolve feito cometa
E da graça ao meu viver